Vacina da Chikungunya vai ser testada em adolescentes de 12 a 17 anos

Doença coloca Brasil em alerta novamente
0
122

O aumento no número de casos de chikungunya no Brasil acende, mais uma vez, o alerta. Manter o ambiente limpo e eliminar pontos que podem se tornar criadouros do mosquito transmissor, o Aedes aegypti, são as recomendações das autoridades sanitárias, mas o Butantan está desenvolvendo uma vacina, em parceria com o laboratório Valneva, específica para a prevenção da infecção por chikungunya.

O imunizante, que começou a ser testado em 2018 nos EUA, entrará em uma nova etapa de estudos clínicos em 2022, com a vacinação de jovens voluntários brasileiros com idade de 12 a 17 anos. Os adultos já participaram dos testes em etapas anteriores.

O Brasil registrou 95.852 casos de chikungunya em 2021, número 32% maior do que os de 2020, segundo o Ministério da Saúde, mas em São Paulo o crescimento foi muito maior, de 5.000%, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de SP. Foram 280 casos em 2020 e 14,3 mil em 2021, dados até o mês de novembro. Casos graves de chikungunya podem deixar sequelas graves e até matar. 

Para participar dos testes e saber mais, acesse: https://chikungunya.butantan.gov.br/

A vacina vai prevenir os casos graves e salvar vidas.

Leave a reply