DEFENSOR DO FIM DA ESCRAVATURA, CASTRO ALVES NASCEU HÁ 175 ANOS

0
134

Deus! ó Deus! onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu’estrela tu t’escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito…
Onde estás, Senhor Deus?…

Esses versos são inesquecíveis para quem os leu, uma vez só que seja. São da poesia Vozes d`´Africa,  do poeta Antônio Frederico de CASTRO ALVES, que, com uma vida curtíssima (nasceu em 1847 e morreu em 1871, com 24 anos) viveu-a intensamente, deixando um legado poético e de luta relembrados até hoje, 175 anos após o seu nascimento.

O poeta nasceu na fazenda Cabaceiras, próxima à vila de Curralinho (hoje a cidade tem o nome do poeta) e morreu de tuberculose. Mesmo jovem, ficou famoso e sempre havia roda de admiradores quando declamava seus ideais.

Saiu da Bahia e foi morar em Recife, Pernambuco, depois Rio de Janeiro e finalmente em São Paulo, onde foi aluno da Faculdade de Direito. Em São Paulo, escreveu O Navio Negreiro e Vozes d´Àfrica. Castro Alves é considerado um dos principais autores do romantismo brasileiro.

 

Leave a reply