ELIFAS ANDREATO MORRE AOS 76 ANOS

0
109

O ilustrador e artista gráfico Elifas Andreato, criador de importantes capas de discos e livros de autores brasileiros, morreu hoje aos 76 anos estava internado em decorrência de infarto.

Andreato era irmão do ator Elias Andreato, que informou do falecimento. O artista se destacou ao criar capas de discos marcantes da música popular brasileira, como “Nervos de Aço”, de Paulinho da Viola, “Arca de Noé”, de Vinicius de Moraes, “Ópera do Malandro” e “Almanaque”, de Chico Buarque, e “Luz das Estrelas”, de Elis Regina, totalizando mais de 300 trabalhos.
Andreato trabalhou na Editora Abril, nas revistas Manequim, Claudia, Quatro Rodas e Placar, até chegar ao cargo de chefe de arte do selo Abril Cultural.
Nos livros, Andreato ilustrou ainda a capa de “A Legião Estrangeira”, reunião de contos de Clarice Lispector publicada em 1979, além da capa de “O Pirotécnico Zacarias”, obra de Murilo Rubião lançada em 1974.

Outra fase importante da vida do artista ocorreu durante os anos 1970, quando Andreato deixou a editora Abril para integrar publicações da imprensa alternativa contrária à ditadura, como as do jornal Opinião e Movimento e a revista Argumento.
(com informações da Folha de S. Paulo).

Leave a reply