MINISTÉRIO PÚBLICO OBTÉM SUSPENSÃO DE PROVAS COM ANIMAIS EM TIETÊ

Evento traria risco à vida dos animais
0
110

O Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Tietê, obteve liminar em ação civil pública ambiental, determinando que não fossem realizadas no Haras Raphaela, ou em qualquer outro local do município, provas de laçada de bezerro e laço em dupla, que estavam previstas para ocorrer entre os dias 31 de março à 2 de abril.

A ação, ajuizada na quinta-feira (30/3), é fruto de uma representação encaminhada ao MP pela associação civil Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA), na qual são relatados os tipos de provas que seriam realizadas e a violência contra os animais.

Em trecho, o Promotor de Justiça relata que “Serão realizadas as provas de ‘tie-down roping’, também conhecida por ‘calf-roping’, ou, simplesmente, laçada de bezerro, e a prova ‘team roping’, comumente conhecida por laço em dupla”, descreve a ação, completando: “Esses tipos de ‘esportes’, como os de laço em dupla, laçada de bezerro, o pega-garrote, o ‘fut-boi’ e a ‘mesa da amargura’, dentre outros, constituem, comprovadamente, maus tratos, golpes dolorosos, ‘stress’ e crueldade contra os animais que são submetidos e subjugados na pista, para o deleite dos espectadores”.

Em sua decisão, a Juíza da 1ª Vara Cível de Tietê, além de determinar a suspensão das provas, também fixou multa de R$ 50 mil para o caso de descumprimento da decisão.

Fonte: MPSP

Leia aqui o pedido do Ministério Público: d75baada-1c97-b03b-1fcc-cad753663319 (mpsp.mp.br)

Leia aqui a decisão da Juíza da 3ª. Vara de Tietê: 4a64cb40-0e49-bec6-dde0-78125a35baf0 (mpsp.mp.br)

Leave a reply