MAIOR PASSARELA DO MUNDO PARA TRAVESSIA DE ANIMAIS COMEÇA A SER CONSTRUÍDA

0
149

De Conexão Planeta – Suzana Camargo

 Um viaduto que passará sobre dez pistas de uma rodovia, por onde passam diariamente cerca de 300 mil veículos. A obra gigantesca, que garantirá a travessia de animais sobre uma das estradas mais movimentadas da Califórnia, será iniciada em 22 de abril, dia em que se celebra o Dia da Terra, marcando o pontapé de um projeto que já vem sendo planejado há anos. 

A maior passarela para a travessia de vida selvagem do mundo será erguida sobre a US Highway 101, na região de Agoura Hills, em Santa Monica, terá quase 65 metros e será coberta com vegetação e árvores nativas.

Batizada de Wallis Annenberg Wildlife Crossing, a passarela será importantíssima não apenas para a proteção do leão da montanha (Puma concolor), também chamado de cougar em inglês ou como puma ou onça-parda, espécie que vive nas montanhas ao redor da US 101, mas também gatos-selvagens, coyotes, veados e uma série de outros animais.

Um estudo divulgado no ano passado apontou que entre 2016 e 2020, colisões com animais custaram à Califórnia pelo menos US$ 1 bilhão em danos. E só em 2018, 314 pessoas ficaram feridas em colisões com animais e cinco pessoas morreram. Sem contar, é lógico, a imensa perda para as populações das espécies atingidas por esses acidentes.

O projeto da construção do viaduto faz parte de uma parceria público-privada e irá reconectar um ecossistema fragmentado e um hotspot da biodiversidade. Levadas ao isolamento em redutos cada vez menores, muitas espécies enfrentam hoje pouca diversidade genética para a reprodução, o que, a longo prazo, pode levar à extinção das mesmas.

“Precisamos ir além da mera conservação, em direção a um tipo de rejuvenescimento ambiental… É uma maneira de provar que existem soluções para nossos desafios ecológicos mais profundos e esse é o tipo de pensamento novo que nos levará lá”, diz Wallis Annenberg, presidente da Annenberg Foundation, uma das principais responsáveis pela realização do projeto.

A expectativa é que a Wallis Annenberg Wildlife Crossing fique pronta em dois anos.

No final de 2020, armadilhas fotográficas comprovaram, em outro estado americano como travessias para animais são uma solução simples e eficaz para evitar atropelamentos e preservar espécies no entorno de rodovias. As imagens de uma câmera colocada num viaduto construído sobre uma rodovia interestadual que passa pelo Canyon de Parsley, em Utah, mostram veados, ursos, pumas e raposas caminhando por ali, tranquilamente.

 

No Brasil, um projeto semelhante, idealizado pela Associação Mico-Leão-Dourado, também foi realizado ao longo da BR-101, no Rio de Janeiro, ao lado de reservas de Mata Atlântica, habitat dessa espécie tão ameaçada no país. Diversas passagens de fauna, como passarelas e viadutos, foram erguidas acima da estrada para conectar vários blocos de floresta e assim, garantir a sobrevivência das próximas gerações desses animais.

Imagem de novembro do ano passado do viaduto ao lado das áreas onde vivem os micos-leões-dourados no Rio de Janeiro – (Foto: reprodução Facebook Associação Mico-Leão-Dourado)

 

Leave a reply