UMA DE CADA CINCO ESPÉCIES DE RÉPTEIS DO PLANETA ESTÁ AMEAÇADA DE EXTINÇÃO, ALERTA LEVANTAMENTO INÉDITO

0
60

Quase 1.900 das pouco mais de 10 mil espécies dos répteis do mundo (21,1%) pode desaparecer nas próximas décadas, representando a perda de 15,6 bilhões de anos da história evolutiva da terra..

 Serpentes, crocodilos, jacarés, lagartos e tartarugas são alguns exemplos de répteis. Originário do latim, o termo reptilis e significa “que se arrasta”. Entre as principais características desses animais estão serem tetrápodes (com quatro patas), possuir uma pele bastante grossa e botar ovos. Apesar de serem abundantes no planeta, muitas vezes eles são deixados de lado em análises e levantamentos sobre riscos para sua sobrevivência.

Mas um estudo inédito publicado recentemente revela que uma de cada cinco espécies de répteis do mundo está ameaçada de extinção. De acordo com o artigo divulgado na Nature, quase 1.900 das pouco mais de 10 mil espécies desses animais (21,1%) pode desaparecer nas próximas décadas. Isso representaria a perda de 15,6 bilhões de anos da história evolutiva da Terra.

Os pesquisadores envolvidos na análise explicam que as principais ameaças aos répteis são as mesmas a outros animais: degradação de habitat, desmatamento, atividades pecuária e madeireira, assim como a expansão do agronegócio. Entretanto, pouco se sabe ainda sobre o impacto da crise climática sobre esses bichos.

E apesar de mais da metade deles viverem em florestas, muitas vezes eles são encontrados em regiões áridas. Por esta razão, as estratégias de conservação nesses ambientes podem ser diferentes.

“Embora alguns répteis – incluindo a maioria das espécies de crocodilos e tartarugas – exijam ações urgentes e direcionadas para evitar extinções, os esforços para proteger outros tetrápodes, como preservação de habitat e controle de espécies invasoras e comerciais, provavelmente também beneficiarão muitos répteis”, afirmam os autores do artigo. “Investimentos de conservação direcionados a répteis de ocorrência única ou aqueles que exigem políticas personalizadas também devem ser implementados para evitar a extinção”.

Entre as espécies de répteis mais ameaçadas estão as tartarugas e os crocodilos, 57,9% e 50% respectivamente.

Os cientistas alertam que onde há maior risco para esses animais é no sudeste da Ásia, África Ocidental, norte de Madagascar, norte dos Andes e Caribe, mas também em terras áridas da Austrália, nos desertos de Kalahari, Karoo e Saara, norte da Eurásia e nas Montanhas Rochosas e norte da América do Norte.

2 de maio de 2022 –   Suzana Camargo – Uma de cada cinco espécies de répteis do planeta está ameaçada de extinção (conexaoplaneta.com.br)

 

Leave a reply