NO DIA NACIONAL DA MATA ATLÂNTICA, VEJA ALGUNS ANIMAIS DE SUA FAUNA

0
40

NO DIA NACIONAL DA MATA ATLÂNTICA, VEJA ALGUNS ANIMAIS DE SUA FAUNA

O bioma da Mata Atlântica cobria 15% do território brasileiro e era encontrado em 17 estados. Hoje, restam apenas 12,4% da vegetação original – 80% em propriedades privadas

Em 27 de maio, é comemorado o Dia Nacional da Mata Atlântica. A data se refere a quando Padre Anchieta assinou a Carta de São Vicente, documento no qual descreveu, pela primeira vez, a biodiversidade da floresta. O bioma cobria cerca de 15% do território brasileiro e podia ser encontrado em 17 estados. Contudo, foi um dos que mais sofreu com a ação humana.

Segundo a Fundação SOS Mata Atlântica, atualmente, restam apenas 12,4% da vegetação original, dos quais cerca de 80% estão localizados em propriedades privadas. Para celebrar a data, selecionamos os animais desta floresta que apresentam uma beleza exuberante. Confira!

1. Mico-leão-dourado

O mico-leão-dourado está, há muito tempo, ameaçado de extinção por conta da devastação da Mata Atlântica. Estima-se que haja cerca de 1 mil indivíduos na natureza deste primata que possui uma pelagem ruiva brilhante.



  1. Tucano-de-bico-preto

    A ave símbolo do Rio de Janeiro é conhecida por seu longo bico preto com uma marca amarela na base. Tem penas pretas ao longo do corpo e penugem amarela e vermelha no peito.

    3. Onça-pintada

    Estima-se que ainda existam entre 230 e 300 onças-pintadas na Mata Atlântica. Ameaçadas de extinção, elas são o maior felino das Américas e o mais forte do mundo. Sua mandíbula pode abater grandes presas, como crocodilos e jacarés.


  2. Gato-maracajá

    Este felíneo tem a pelagem parecida com a da jaguatirica e do gato-do-mato-pequeno, com coloração dourada e manchas escuras dispostas principalmente nas laterais do corpo. O gato-maracajá prefere caçar andando na galhada de árvores e se alimenta de pequenos vertebrados, principalmente roedores e aves.


  3. Perereca-verde

    O anfíbio mede entre 3 a 4 cm e apresenta uma linda coloração composta na sua maioria de verde limão, que cobre todo o dorso do animal, branco no abdome, e laranja com listras negras nas porções internas das patas.

 

A Carta de São Vicente, de autoria do Padre José de Anchieta, mais um caderno sobre a biodiversidade da Mata Atlântica pode ser lida aqui: CAD7pdf.p65 (rbma.org.br)

 

Leave a reply