MATA ATLÂNTICA PERDEU O EQUIVALENTE A 20.000 CAMPOS DE FUTEBOL EM UM ANO

0
56

Na semana do Meio Ambiente, a constatação: estamos devastando o pouco que resta da Mata Atlântica; Cotia tem 13 mil hectares desse bioma, mais de 17 mil campos de futebol. Mas a devastação, mesmo aqui, é muito grande.

O site conexaoplaneta.com.br trouxe no dia 28 de maio – Dia da Mata Atlântica – um novo levantamento, que traz dados alarmantes sobre o desmatamento nesse que é um dos maiores biomas do Brasil e que hoje conta com somente cerca de 12% de sua área original. 

Entre 2020 e 2021 houve um aumento de 66% na destruição de sua vegetação, em relação ao período anterior (2019 – 2020). Em apenas um ano, a perda de florestas nativas chegou a 21.642 hectares, o equivalente a mais de 20 mil campos de futebol.

Os dados são do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, uma colaboração entre a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que monitora a vegetação do bioma desde 1989.

De acordo com o levantamento, cinco estados acumulam 89% de todo o desflorestamento identificado: Minas Gerais (9.209 ha), Bahia (4.968 ha), Paraná (3.299 ha), Mato Grosso do Sul (1.008 ha) e Santa Catarina (750 ha).

Em comparação ao período de 2017 – 2018, o salto na devastação foi de 90%.

O relatório aponta o uso do solo para pastagem e a ocupação agrícola como os principais responsáveis pelo desmatamento do bioma. A expansão urbana e a especulação imobiliária no entorno de áreas metropolitanas e no litoral também podem ter contribuído para a alta.

Para Luis Fernando Guedes Pinto, diretor de Conhecimento da SOS Mata Atlântica e coordenador do Atlas, o aumento do desmatamento em relação a um patamar já inaceitável de perda da vegetação nativa da Mata Atlântica mantém o bioma em um alto grau de ameaça e risco.

É um problema que afeta todo o país e impacta diretamente a sociedade, pois 70% da população e 80% da economia brasileira se concentram na região. Se as derrubadas persistirem, vai faltar água, vai faltar alimento, vai faltar energia elétrica.  É uma ameaça à vida, um desastre não só para o Brasil como para o mundo, pois importantes referências internacionais apontam a Mata Atlântica como um dos biomas que precisam ser restaurados com mais urgência para atingirmos a meta de redução de 1,5°C de aquecimento global estabelecida no Acordo de Paris. Mas estamos percorrendo o caminho oposto, em direção a sua destruição”, alerta. (Com conteúdo de conexaoplaneta.combr/Suzana Camargo/Foto pública

EM COTIA

O site aqui tem mata? (Em Cotia/SP tem 41,13% de Mata Atlântica – Aqui tem Mata? Faça o teste você também!) indica que o nosso município tem, no total, 32,402 hectares e, destes, 13.325,04 são de Mata Atlântica preservada, equivalente a 17 mil campos de futebol – e 41,13% da mata atlântica original no município. Veja mapa:


Devastação

Cotia tem 13.325,04 há. de Mata Atlântica

Leave a reply