COVID: INDICADORES SOBEM PELA PRIMEIRA VEZ DESDE JANEIRO; MINISTÉRIO LIBERA DOSES PARA 50+

0
37

Foram detectados 136 mil casos de Covid-19 nas drogarias em maio, quatro vezes mais que abril; farmácias venderam 326% a mais de testes em maio

Desde que os testes para Covid-19 foram autorizados à venda em farmácias, o mês de maio foi o que mais apresentou resultados positivos: nada menos que 136.117 casos, número quatro vezes maior que os do mês de abril, segundo informou a Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) em levantamento feito para o Globo.

Os números indicam novamente tendência de alta, mas está longe do um milhão de casos de janeiro deste ano.

A procura pelos autotestes de Covid aumentou nas farmácias., tendo sido comercializados 549.225 testes. Proporcionalmente, aumentou o número de casos positivos, de 12,17% de abril para 24,78% em maio  – maior índice desde fevereiro, quando o índice de positividade era de 30,51%.

Os lalboratórios particulares, de acordo com levantamento do Instituto Todos Pela Saúde (ITpS), a taxa aumentou de 13% em abril para 34,3 em maio – 163% a mais.

MINISTÉRIO LIBERA QUARTA DOSE PARA MAIORES DE 50 ANOS

O Ministério da Saúde liberou, a partir do dia 4 deste mês, a segunda dose de reforço da vacina contra a covid em todo o Brasil, para  pessoas a partir de 50 anos de idade e trabalhadores da saúde de todas as idades. É a quarta dose, valendo para quem tomou a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses.

O Ministério entendeu necessário o reforço de imunização dessa faixa etária e para os trabalhadores da linha de frente dos serviços de saúde, com maior risco de contaminação.

MUNICÍPIOS E ESTADOS

O Ministério da Saúde pediu que estados e municípios sigam as orientações da pasta para a campanha nacional de vacinação contra a covid-19. Segundo a pasta, a distribuição das doses é feita de forma equânime e proporcional em todo o país, conforme a necessidade de cada unidade federativa.

MÁSCARA VOLTA A SER OBRIGATÓRIO EM FORUNS

O Tribunal de Justiça do Estado expediu a Portaria 10.134/2022, de 2 de junho, restabelecendo o uso obrigatório de máscaras oficiais nas dependências dos prédios do Tribunal de Justiça (Foruns, inclusive) para o público interno e externo em geral.

ESCOLAS

Vários municípios voltaram a determinar o uso obrigatório de máscaras em escolas públicas. Até o dia 2 de junho, pelo menos 13 cidades do litoral e do interior do estado retomaram o decreto de uso obrigatório de máscaras – e outros 13 municípios haviam recomendado a volta da máscara em ambientes internos.

Lembre-se que lei estadual já determina o uso obrigatório da máscara em transportes públicos e unidades de saúde.

A recomendação de uso de máscaras em locais fechados havia sido recomendado, até a data, além da Capital, em Santo André, Cotia, Carapicuíba, Poá, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul

 Monguaguá e Peruíbe, no litoral, em Adolfo, Araçatuba, Ariranha, Bálsamo, Bady Bassitt, Campinas,  Cedral, Icém, José Bonifácio, Queiroz, Rio Claro, Tabapuã e Tanabi, no interior.

Em Araraquara e S. José do Rio Preto a máscara continua sendo obrigatória emlocais fechados ou de aglomeração, sob pena de multa.

Estão entre as cidades que reativaram o uso obrigatório de máscara também São Carlos e Piquerobi (incluiu repartições públicas), Adamantina (espaços públicos e privados fechados como igrejas, escolas, comércio e serviços), Tupã (espaços públicos e privados municipais, comércio e serviços), Pirassununga, Guapiaçu, Altair, Glicério, São Roque e Itanhaém (as seis em ambiente escolar, sendo está última apenas na rede municipal e as demais em públicas e privadas).

Outras cidades do estado também recomendam o uso de máscaras em ambientes internos.

 

Leave a reply