‘LIMIAR’ É O FILME TEMA DO BATE-PAPO DE CINEMA PONTOS MIS DE SÁBADO, 25

0
34

Bate-Papo de Cinema Pontos MIS tem o apoio da Secretaria de Cultura e Lazer de Cotia; o filme tema será LIMIAR e a transmissão será feita pelo Youtube do MIS neste sábado, a partir de 18 horas

Está marcada para sábado (25/06), a partir das 18h, mais uma edição do Bate-Papo de Cinema Pontos MIS, realizada pelo Pontos MIS em parceria com o ICine e com o apoio da Secretaria de Cultura e Lazer de Cotia.

 Nesta edição, o filme tema será Limiar, com direção de Coraci Ruiz. 

O filme é brasileiro, produzido em 2020 e tem 77 minutos, recomendado para idade etária acima de 12 anos.

A transmissão será pelo Canal no Youtube do MIS pelo link (https://www.youtube.com/user/missaopaulo/featured) e contará com a presença de Raphael Paes da Silva, Coraci Ruiz e mediação de Giuliana Monteiro.

Limiar é um documentário autobiográfico realizado por uma mãe que acompanha a transição de gênero de seu filho adolescente: entre 2016 e 2019 ela o entrevista abordando os conflitos, certezas e incertezas que o perpassam numa busca profunda por sua identidade. 

Ao mesmo tempo, a mãe, revelada por meio de uma narração em primeira pessoa e por sua voz, que conversa com o filho por detrás da câmera, passa também por um processo de transformação que a obriga a romper velhos paradigmas, enfrentar medos e desmantelar preconceitos.

 Quem quiser pode assistir ao documentário Limiar no Vimeo do MIS, em https://vimeo.com/showcase/9363674 a partir das 18h do dia 24/06 até às 18h do dia 26/06. A exibição é gratuita.

Sobre os convidados:

Raphael Paes da Silva

Formado em Comunicação Social – Rádio, TV e Internet pela Universidade Anhembi Morumbi. Desenvolve trabalhos como Diretor de Produção, Produtor de Set, Assistente de Produção Executiva e 1° Assistente de Direção. Entre os projetos já realizados estão “Penélope” (15ª Curta Taquary; 7° Festcine), “Lo que queda en el camino” (Festival Internacional de Cinema de Guanajuato; DocsMX; DokLeipzig; DocAviv; Docs against Gravity; Stranger than Fiction; Miradas Docs; Thessaloniki Documentary Festival), “Maputo Nakuzandza” (Mostra de Cinema de Tiradentes) e “Lugar de Ladson”. Integra também a equipe de curtas e longas em desenvolvimento ou finalização como “Arrimo”, “O Som do Barro”, “O Rancho”, “Artes(an)ato” e “João da Matta”. Atualmente ocupa o cargo de presidente do Coletivo Kino-Olho, localizado na cidade de Rio Claro – SP. 
 

Coraci Ruiz

Formada em Dança, mestre em Cultura Audiovisual e Mídia e doutora em Multimeios, todos pelo Instituto de Artes da Unicamp. Trabalha como documentarista desde 2003, quando participou da fundação da produtora Laboratório Cisco. É diretora e fotógrafa de diversos documentários. Seu primeiro longa é Cartas para Angola (75′, 2012), que participou de mais de 30 festivais em 16 países e foi premiado no Brasil, Angola, Portugal e Bélgica. Atualmente trabalha no longa Germino Pétalas no Asfalto, selecionado para o DOC LAB do DOC SP 2020, com tutoria de Marta Andreu, onde recebeu o Prêmio Conecta Chile 2021 para participação no laboratório Work In Progress.
 

Sobre a mediadora:

Giuliana Monteiro é roteirista e diretora nascida em São Paulo. Formada em Multimeios pela PUC-SP, trabalhou como produtora durante oito anos antes de dirigir seus primeiros projetos. Em 2011, mudou-se para Nova York com uma bolsa de estudos para cursar o mestrado em roteiro e direção de filmes na Universidade de Nova York (NYU, Tisch School of the Arts). Dirigiu e roteirizou seis projetos de curta-metragem nos últimos três anos – os curtas “Raízes” (experimental), “Margarete 6422” (documentário), “Stay” (ficção), “Felicidade” (ficção) e “Eu não digo adeus, digo até logo” (ficção) – partindo de uma linguagem mais documental para ficção.

Leave a reply