DEPUTADO PROPÕE FIM DE ZOOLÓGICOS NO RS E CRIAÇÃO DE SANTUÁRIO

0
82

Objetivo, segundo deputado Rodrigo Maroni (PSDB-RS) é evitar que animais sejam tratados como presidiários; proposta prevê criação de santuário de animais para aqueles que não tiverem condições de retornar ao seu habitat natural

O deputado estadual Rodrigo Maroni (PSDB) protocolou um projeto de lei na Assembleia Legislativa, que propõe o fim dos zoológicos em todo o Estado do Rio Grande do Sul. 

Maroni ressalta que o objetivo é não permitir mais que animais sejam tratados como presidiários, instituindo para isso um Santuário de Animais do Estado do Rio Grande do Sul, reserva de preservação ambiental destinada aos animais que não tiverem em condições de retornar ao seu habitat natural. 

“Local de animal é na natureza, e para aqueles não puderem ser devolvidos, proponho a criação de um santuário fechado para estes animais, sendo proibida a exposição, abertura para visitação ou exibição, seja de forma gratuita ou paga pelo público”, afirma o deputado. Quanto ao quadro atual de servidores estaduais que trabalham nos zoológicos, Maroni defende que sejam reaproveitados na Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), sem risco de perda para estes funcionários.

“Não pode ter pessoas que vejam ainda que isso é um entretenimento uma diversão. Não pode ter pessoas que acreditem que uma vida inteira atrás das grades seja boa. Não é possível alguém acreditar que esse cubículo triste, frio e isolado seja um lugar feliz… A pior perda de qualquer ser é a perda da liberdade e da vida”, afirma Maroni.

O deputado explica que a visitação no santuário seria proibida ao público, assim como já acontece em outras instituições brasileiras, como o Santuário de Elefantes Brasil, no Mato Grosso, e o Rancho dos Gnomos, no interior de São Paulo. Ambos abrigam animais silvestres que, infelizmente, não podem mais ser devolvidos à natureza porque não sobreviveriam mais lá.

O site conexaoplaneta.com.br, contudo, ressalta que é importante anotar que, ao longo das últimas décadas, houve muitas mudanças na maneira como os zoológicos funcionam. De um modelo ultrapassado, em que esses eram lugares onde animais exóticos ficavam expostos para serem vistos pelos seres humanos, os zoos modernos se tornaram centros de estudo, pesquisa e também, de reprodução em cativeiro de diversas espécies, e com isso, são aliados fundamentais para a preservação da biodiversidade.

 

Leave a reply