LEO LINS É DEMITIDO POR PIADA COM DEFICIENTE; AACD QUER CONDENAÇÃO POR CRIME DE DISCRIMINAÇÃO

0
90

“Piada” idiota sobre criança com hidrocefalia revoltou quem tomou conhecimento; autor da ofensa é conhecido por preconceitos com homofobia, gordofobia e capacitismo. SBT demitiu suposto “artista”

Leo Lins, suposto humorista que fazia parte do programa “The Noite com Danilo Gentili”, foi demitido pelo SBT, que divulgou nota ontem, dia 4 de julho, informando que o mesmo não faz mais parte de seu quadro.

O homem que se considera humorista (mas não é) sempre foi alvo de críticas por suas piadas atreladas a preconceitos como homofobia, gordofobia e capacitismo. 

A gracinha de Leo, que casou revolta a todos que tiveram acesso ao vídeo, foi sobre uma criança com hidrocefalia, onde ele citou o Teleton.

O Sistema Brasileito de Televisão é uma das maiores apoiadoras do programa Teleton desde o ano de 1998, promovendo um show anual para captar doações para a AACD – Associação de Assistência à Criança com Deficiência, com apoio de diversas celebridades, artistas e empresas patrocinadoras do projeto.

O revoltante texto da piada criminosa de Leo:  “Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes, tomando banho”.

Segundo o G1, “a hidrocefalia é uma condição que acontece quando a quantidade de líquido cefalorraquidiano (LCR) ou liquor, como também é conhecido, aumenta no crânio. Este acréscimo anormal do volume de liquor dilata os ventrículos e comprime o cérebro contra os ossos do crânio, provocando uma série de sintomas que necessitam de tratamento de emergência para prevenir danos mais sérios, segundo o Ministério da Saúde.”

Uma das primeiras reações no Brasil  foi da AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente, que emitiu Nota Oficial, cujo texto segue abaixo:

 “A AACD repudia veementemente a “piada” feita por Leo Lins em vídeo divulgado recentemente nas redes sociais do comediante. Em uma fala extremamente infeliz e bastante capacitista, ele ataca pessoas com hidrocefalia, chama as pessoas com deficiência de “crianças com vários tipos de problemas” e mostra desrespeito aos moradores do Ceará.
Ele cita diretamente o Teleton, marca que no Brasil pertence à AACD, e há 25 anos tem contribuído para transformar vidas de milhares de pessoas com deficiência física de todas as partes do Brasil. 

A atitude de Leo Lins também configura crime, conforme prevê o artigo 88 da lei 13.146/2015 – “Praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência: Pena – reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa”. Esse tipo de “piada” é de extremo mau gosto, capacitista e incabível na sociedade em que vivemos hoje, pois vai na contramão de um mundo mais inclusivo pelo qual lutamos todos os dias. A AACD aguarda um posicionamento público com pedido de desculpas de Leo Lins.

Combater o capacitismo, o preconceito a pessoas com deficiência, é missão de todos nós.”

A falta de criatividade do suposto piadista é notável pelo uso que o mesmo faz de temas ofensivos e que supostamente teriam humor. Em maio, segundo o Diario PcD, ele foi indiciado pela Polícia Civil após ter feito sátiras com pessoas portadoras de Mal de Parkinson e deficiência auditiva. Um inquérito foi aberto na 1ª Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência para apurar se ele cometeu o crime de discriminação contra pessoa em razão de sua deficiência. Se condenado, a pena é de prisão de um a três anos, além de multa.

 

Crédito Diário PcD

Leave a reply