FÉRIAS: QUE TAL VISITAR O EGITO ANTIGO?

0
56

Exposição gratuita faz visita ao Egito Antigo,  com imagens de monumentos, esculturas e paisagens, além de réplicas de múmias, tumbas e interação virtual com uma esfinge


A mostra já aconteceu no Instituto Baccarelli, em Heliópolis, até 30 de junho. Agora, está na Escola Concept, nos Jardins, entre 8 de julhoe 8 de agosto.

Promovida pelo Instituto Inspirar-te, a mostra é endossada pelo  pelo Museu Egípcio de Turim, Itália, na formação e no conteúdo do material educativo e pelo curador e historiador holandês Peter Tjabbes.

Os visitantes terão acesso a dezenas de obras didáticas que compuseram a exposição, além de inúmeros artefatos – O Museu Egípcio de Turim possui a segunda maior coleção de artefatos do Egito Antigo do mundo

 Dois relevantes museus brasileiros também apoiam a iniciativa: A coleção de arte egípcia do Museu de Arte de São Paulo (MASP), e o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE-USP), São Paulo, integram a mostra com obras egípcias expostas pela primeira vez em registros fotográficos, além do apoio institucional do Itaú Cultural, instituição referência na esfera artística. 

 A vida, a religiosidade e o pós-morte na civilização que se concentrou ao longo do curso inferior do rio Nilo (norte da África), de 4000 a.C. a 30 a.C., compõem a exposição Egito Antigo na Cidade do Sol. 

 Nesse contexto pedagógico, o púbico receberá visitas guiadas e atividades desenvolvidas pela equipe Inspirar-te alinhadas a uma proposta educativa, lúdica e sensorial, tanto para crianças e jovens, quanto para adultos. 

O nome da exposição, “Egito Antigo na Cidade do Sol”, é uma homenagem a comunidade de Heliópolis, denominação grega da antiga cidade egípcia Iunu, um dos mais antigos centros religiosos da terra dos faraós dedicado ao culto do deus sol Ra.

Exposição

Idealizado pelo Inspirar-te, a exposição dissemina o conhecimento sobre o Egito Antigo. Além dos mistérios do início da civilização a um público extenso e diverso.

Para abordar temas como a vida, a religiosidade e o pós-morte na civilização que se concentrou ao longo do curso inferior do rio Nilo, de 4000 a.C. a 30 a.C., a mostra se utiliza não só das obras, mas também de atividades interativas, como escavar objetos como um arqueólogo, observar uma múmia de dentro de caixões egípcios, entrar na tumba de Nefertari e interagir com a esfinge. Imagens de monumentos, esculturas, paisagens, e objetos táteis também serão disponibilizados.

Para abrigar essas obras e atividades, foram criados dois ambientes com climas distintos. O primeiro transporta o visitante para as grandes pirâmides de Gizé, um espaço solar no meio do deserto. O segundo ambiente tem luz baixa e um clima de mistério. Como se o visitante entrasse nas pirâmides e tumbas, onde os Faraós eram mumificados para fazerem a travessia da vida após a morte.

Serviço 

Exposição “Egito Antigo na Cidade do Sol

Local: Escola Concept

Endereço: Av. Nove de Julho, 5520 – Jardim Paulista, São Paulo – SP.
Entrada gratuita

Data: entre 08 de julho e 07 de agosto. Em agosto, aberto ao público apenas nos dias 06 e 07. 

Horário: de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h; aos sábados, das 9h às 12h. Aberto para o público. 

 

Leave a reply