LIVROS: “PAIXÃO SEGUNDO MATEUS”, de Carlos Heitor Cony, está em pré-venda

0
56

Livro inédito de Cony será lançado no dia 31 de julho; obra foi descoberta quando o acervo do autor foi enviado para a Academia Brasileira de Letras e o tema é o desencanto com a vida religiosa, em meio a disputas e intrigas entre igrejas, hospitais e cidade; entre profano e sagrado e entre pianos e órgãos.

Ler Carlos Heitor Cony (14 de março de 1926 —5 de janeiro de 2018) é sempre um prazer – redobrado quando se descobre um inédito do autor, que foi membro da Academia Brasileira de Letras e foi autor de 17 romances, como “O ventre” (1958), “A verdade de cada dia”, “Tijolo de segurança” e “Pilatos” (1973), uma de suas obras-primas.

Agora, ao se transferir o seu acervo para a Academia Brasileira de Letras, descobriu-se um livro inédito: Paixão Segundo Mateus.

A seguir, a resenha da Amazon:

“Entre a rua e o seminário, cenário da adolescência do próprio Cony, Paixão segundo Mateus começa com mortes e investigações policiais, com uma mulher estirada na calçada, de camisola rosa apresentando manchas de sangue sujas de pó e uma fita vermelha entre os dedos. 

Quando o delegado sai de cena, ainda nas primeiras páginas, o leitor faz um longo passeio pela infância do seminarista Mateus em Vila Isabel, pelos escuros corredores de uma igreja pobre e abandonada e pela própria Igreja como instituição; visita um hospital católico, os escritórios de uma grande empresa patrocinadora de eventos culturais e os bastidores do Theatro Municipal. 

Os personagens e os cenários são marcados por infortúnios e desassossegos de corpo e alma: a igreja precariamente construída, onde apodrecem sinos belgas nunca instalados, e destruída pelo fogo; o padre manco que leva no corpo cicatrizes da obra de sua igreja e entrega as hóstias com sua “mão-garra”; o seminarista que se torna um advogado liderado pela irmã; a “amante-viúva” que se envolve com um padre mergulhado em tentações, um médico de “curetagens”, devorador de bananas e galinhas, e até “um camarada magrinho, sem queixo, muito bêbado, famoso nas adjacências pelos seus sambas”. 

 O desencanto com a vida religiosa, que permeia toda a obra, se apresenta em meio a disputas e intrigas que se desenrolam entre igrejas, hospitais e a cidade; entre profano e sagrado; entre pianos e órgãos.”

Serviço

LIVRO: PAIXÃO SEGUNDO MATEUS

Autor: Carlos Heitor Cony

Em pré-venda – entrega a partir de 31/7

Editora :  Nova Fronteira; 1ª edição (31 julho 2022)

Capa comum :  184 páginas

Preço: R$ 49,90 (amazon.com)

 

Leave a reply