QUATRO MIL BEAGLES QUE SERIAM VENDIDOS PARA TESTES SÃO RESGATADOS

0
129

Quatro mil Beagles buscam um lar: animais são resgatados de criadouro após autuação de mais de 70 violações de bem-estar; empresa os criava e vendia para testes em laboratórios

 Uma das maiores operações já realizadas pela organização Humane Society dos Estados Unidos está em andamento: 4 mil cães da raça Beagle estão sendo retirados de um criadouro em Cumberland, no estado da Virgínia. Os animais, muitos deles filhotes, que tinham nascido ali mesmo, pertenciam à empresa Envigo, que os criava e os vendia para outras companhias que os usavam em testes de laboratórios.

Nos últimos meses, uma série de inspeções federais revelou que mais de 70 violações de bem-estar animal ocorreram no local. Segundo o Departamento de Agricultura, mais de 300 filhotes de beagles morreram entre janeiro e julho de 2021 de causas desconhecidas.

Entre as diversas outras violações citadas estão cães sendo mortos em vez de receberem tratamento veterinário para condições facilmente tratáveis; fêmeas amamentando e não sendo alimentadas e comida com larvas, mofo e fezes. 

Muitos cachorros sofreram ainda ferimentos quando foram atacados por outros beagles devido às condições de superlotação.

Uma investigação anterior feita pela equipe da Humane Society num laboratório de testes que pertencia à empresa proprietária da Envigo (a Inotiv), no estado da Indiana, já tinha denunciado irregularidades e a crueldade a que os animais eram submetidos.

Após uma decisão do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a Humane Society ficou encarregada da remoção dos 4 mil animais e a coordenação dos esforços para que eles sejam encaminhados para adoção. 

A empreitada gigante, que deverá durar quase dois meses, está sendo feita em parceria com diversas organizações locais, entre elas, a Homeward Trails Animal Rescue, que já retirou vários beagles.

A prioridade, inicialmente, será dada a cadelas grávidas, juvenis e mães com filhotes não desmamados.

“Apesar do longo dia, os filhotes se animaram e imediatamente começaram a pular em seus canis e brincar assim que se instalaram”, disse Jessica Johnson, diretora sênior da Equipe de Resgate Animal da Humane Society dos Estados Unidos. “Para esses filhotes resilientes, espero que suas tatuagens nas orelhas sejam as únicas lembranças de seu passado.”

Na sede da Homeward Trails Animal Rescue os primeiros cães chegaram e receberam um tratamento mais do que especial. No mês passado, o grupo Inovit anunciou o fechamento não apenas do criadouro na Virgínia, mas também um com animais roedores em Dublin, na Irlanda.

 

22 de julho de 2022 –  Suzana Camargo – conexãoplaneta.com.br

 

Leave a reply